CONSTELAÇÃO
SISTÊMICA INTEGRATIVA
Em grupo ou individual online

Tempo aproximado de leitura 15 minutos

A QUEM SE DESTINA?

Àqueles que estão abertos a se expor a esta abordagem em busca de um novo olhar e atuação sobre suas vidas, carreira, relações familiares, sintomas, padrões repetitivos e que não encontraram resolução com métodos convencionais que atuam no nível de consciência individual e no raciocínio lógico.

EM QUE SITUAÇÕES DEVO FAZER UMA CONSTELAÇÃO?

O atendimento em Constelação Familiar tem uma aplicação bem ampla. É comum termos clientes que trazem questões de saúde, decisões financeiras e tomadas de decisão, dificuldades na vida profissional ou pessoal, conflitos nos relacionamentos entre outros.

 

QUERO CONSTELAR 

Entre em contato com nosso WhatsApp CLICNADO AQUI e pergunte sobre a próxima data para constelação em grupo ou agende para uma constelação online individual com bonecos.

O QUE É CONSTELAÇÃO FAMILIAR? 

Constelação Familiar é um método terapêutico recente, com abordagem sistêmica fenomenológica, de fundo filosófico, desenvolvido pelo filósofo e psicoterapeuta alemão Bert Hellinger nos anos 70.


Hellinger desenvolveu seu método a partir de observações empíricas, fundamentadas em diversas formas de psicoterapia familiar, dos padrões de comportamento que se repetem nas famílias e grupos familiares ao longo de gerações.

Seu objetivo é encontrar e eliminar bloqueios do fluxo de amor em uma geração ou integrante da família encontrando e respeitando as ordens do amor, de um jeito que cada um encontre sua posição na família, respeitando o destino dos demais.
 
Muitos dos comportamentos atuais de uma pessoa podem estar relacionados, à sua família de origem, as vivências de seus pais e antepassados.

 

O trabalho de constelação familiar é uma oportunidade de identificarmos de forma consciente o que está acontecendo com o sistema familiar, podendo assim resolver os conflitos a partir da escolha interna de cada um.

 

A constelação sistêmica pode ser realizada em grupo (workshop) ou individualmente com utilização de bonecos ou figuras.

 

A sessão tem início quando o cliente manifesta a questão que quer trabalhar e escolhe representantes para seus familiares. Neste momento, instala-se no ambiente um "campo" que traz à luz aquilo que está atuando em seu sistema familiar. O cliente escolhe um tema a ser enfocado e o terapeuta (ajudante), por intermédio dos “representantes” (indivíduos escolhidos aleatoriamente no grupo), cria o sistema familiar ancestral da pessoa que está sendo analisada. Então, surge a Constelação Familiar.

 

É neste campo morfogenético que são procurados os “bloqueios” que impedem o cliente de fluir. Geralmente, eles estão localizados nos pontos em que estão os chamados excluídos naquele sistema familiar.

Esta técnica é considerada revolucionária no trabalho da psicoterapia. Um detalhe interessante é que, em vez de várias sessões, ela é feita em somente uma visita. Durante uma constelação, o objetivo é identificar quais leis podemos inconscientemente estar transgredindo e nos recolocar na vida de uma forma que possamos respeitá-las.

As 3 Leis do Relacionamento Humano (AS ORDENS DO AMOR) , trazidas por Hellinger e que são a base das Constelações Familiares e que são como a lei da gravidade, você não vê, mas, sofre os efeitos dela.

Adult Students

MASSAGENS TERAPÊUTICAS QUE CURAM

Nós do instituto metafísico estamos muito felizes que você esteja aqui, se abrindo para ampliar a sua visão de mundo. Estamos lhe  recebendo com muita alegria, por estar se proporcionando  a oportunidade de transformar a sua vida, e com isto, a vida das pessoas a sua volta.

“Quando você muda, o mundo muda a sua volta”

1º LEI DO AMOR - A ORDEM

 Dentro de um sistema, a hierarquia é comandada pela precedência no tempo. Isso significa que aqueles que vieram antes tem autoridade sobre quem veio depois. O avô tem precedência sobre um neto, um pai tem precedência sobre o filho, o irmão mais velho tem precedência sobre o irmão mais novo. No grupo sistêmico, a compensação favorecerá sempre quem veio primeiro

Por esse mesmo motivo, os que sucedem não podem nem devem interferir nos assuntos dos que vieram antes. Não pode tomar dores ou insucessos, mesmo que justificado pelo amor. Esse amor “arrogante” é tomado pelo sistema como uma interferência e desrespeito pelo destino do outro.

2º LEI DO AMOR - O PERTENCIMENTO

Todo membro de uma família tem o mesmo direito de pertencer. O sistema preocupa-se em proteger todos da mesma forma. Se por acaso esse direito é negado a algum membro, o sistema o reconduz ao grupo através da sua representação por outro familiar, geralmente as crianças, que são mais suscetíveis a esse amor cego. Através dessa lembrança, ainda que deslocada, o sistema garante o pertencimento de todos.


Assim como uma árvore não determina onde cresce, uma criança se submete ao grupo de origem sem questionar, e adere com a ele com força e persistência. A criança experimenta esse vínculo como amor e felicidade ou medo da perda e da separação. Por esse motivo, muitas vezes as crianças assumem de forma cega as dores e sofrimentos que pertencem a outras pessoas do sistema, e sem perceber que ao invés de ajudar, estão trazendo dores a si mesmos e suas famílias.

 

O direito de pertencer é de todos em um grupo. O sistema não conhece nenhuma exceção, nem em casos onde nosso julgamento aponta para penalizar com a exclusão aqueles que agem fora da regra intelectual.

 

Toda nossa rede de antepassados pertencem ao nosso sistema, mas de um forma mais direta, somo influenciados de forma mais objetiva pelos seguintes níveis:

 

1.    Os filhos: Nós e nossos irmãos e irmãs. Os que vivem e os que morreram (considerando a concepção o momento inicial da vida). Os abortados intencionalmente ou de forma espontânea. Filhos ilegítimos ou de outros casamentos. Todos fazem parte.


2.    Um nível acima dos filhos: Nossos pais e seus irmãos e irmãs biológicos. Parceiros anteriores de nossos pais, os rejeitados e mortos. Todos pertencem.


3.    Os avós: Os pais de nossos pais, e parceiro anteriores deles.


4.    Bisavós: com menor força, a incidência do sistema das figuras dos bisavôs pode ocorrer, mas com menos frequência.


5.    Pessoas que geraram vantagens para a família através de sua morte ou destino: pessoas que deixam heranças a um membro da família e pela qual podem prosperar.


6.    Vítimas de membros do sistema: São trazidos para dentro do sistema ao terem sido objeto de violência por um membro do sistema. A vítima deve ser lembrada com respeito e amor.


7.    Agressores de membros do sistema: Agressores de membros do nosso sistema se tornam parte do mesmo. Através da violência, especialmente se resulta em morte, cria-se um laço do destino. Ignorar ou excluí-lo pode fazer com que o sistema busque um representante para ele dentro da família.

 

3º LEI DO AMOR - O EQUILÍBRIO

É a lei do dar e tomar no trabalho sistêmico. Onde houverem pessoas se relacionando, essa lei estará atuando.


Como na física, os sistemas buscam o equilíbrio entre as trocas que ocorrem. O mesmo acontece nas relações entre as pessoas. Existe uma busca de reciprocidade e compensação nas relações humanas, onde o dar e tomar deve ser praticado em igual quantidade entre os envolvidos.

 

Num desequilíbrio, uma das partes pode se sentir pressionada a se afastar por não poder retribuir ou a pessoa que dá muito, ao perceber o peso de sua “benevolência”, para de ceder, dando uma chance ao outro de se equalizar na relação.

 

Esse sistema encontra uma exceção na relação entre os pais e filhos. Nesse relacionamento, os pais somente dão e os filhos tomam, sempre. A compensação acontecerá quando os filhos se tornarem pais, e então, darão aos filhos sem exigir algo em troca. Os pais fazem isso pois também foram filhos e receberam, sem ter que dar nada em troca. Dessa forma, a vida caminha adiante com equilíbrio para todos.

Constelação Familiar em grupo ou individual

Qual a diferença?

Adult Students

MASSAGENS TERAPÊUTICAS QUE CURAM

Clique aqui
para fazer o pagamento e agendamento via WhatsApp

A PRINCIPAL DIFERENÇA

A primeira grande diferença no trabalho da constelação individual e da constelação em grupo é esta que está no nome.

No atendimento individual, o cliente está sozinho com o constelador. Enquanto na outra modalidade o cliente se encontra na companhia do grupo, geralmente de até 20 pessoas, além do constelador.

Alguns clientes preferem a modalidade individual por algum medo ou insegurança de expor seu tema. Da mesma forma, muitas vezes o cliente tem certa urgência no atendimento ou seus horários impossibilitam a vinda em um Workshop, que tem datas agendadas fixas.

Já no trabalho em grupo, como foi dito, há uma agenda de datas e horários, e em cada evento, um grupo é formado para o trabalho.

 

Dentro deste grupo, alguns irão constelar um tema e outros se inscrevem para participar como observadores/representantes.

MAS COMO CONSTELAR INDIVIDUALMENTE?

Essa é uma questão recorrente. Para quem conhece a constelação, sabe que nos grupos algumas pessoas participam representando papéis do sistema do cliente que traz a questão. Das informações obtidas através do representante é que algumas informações úteis ficam visíveis para o cliente

 

Na constelação individual, esse processo é feito com auxílio de âncoras e figuras, como bonecos e outros acessórios.

 

O cliente coloca as peças no “campo” através de uma imagem que atua em seu inconsciente, e a partir daí é guiado pelo constelador na observação das dinâmicas e emoções que vão surgindo sobre a sua questão que está sendo constelada.

 

Ambas as modalidades trazem o mesmo resultado. Apenas através de caminhos ligeiramente diferentes.

 

Para Constelar individualmente, o cliente pode entrar em contato conosco e marcar uma consulta. Estas não são pré-programadas, possuindo maior flexibilidade de horário em relação ao Workshop vivencial. Você liga, sabe os horários disponíveis e marca sua consulta.

E O CONSTELAR EM GRUPO?

A vivência em grupo é muito especial. Há algo que notamos na nossa experiência: os grupos que se formam possuem, geralmente, assuntos afim. Isso acaba se configurando um adicional dentro desta modalidade.

 

Isso porque, como os assuntos são abordados dentro do grupo, questões de um cliente podem trazer um insight que ajude um outro cliente que esteja somente participando. Ou até mesmo complementar a compreensão de alguém que já constelou naquele evento.

 

Para os clientes que vão para observar/representar, a vivência do workshop é uma possibilidade de enriquecer o olhar paras suas próprias relações e dificuldades. É uma oportunidade de vivenciar outros papéis diferentes do seu, e dessa forma ajudar na compreensão das suas relações.

 

QUAL EU DEVO ESCOLHER?

  • O atendimento individual é um bom lugar para você constelar um assunto que é muito sensível para você. Nessa modalidade você está sozinho(a) com o constelador, criando um espaço que talvez lhe permita sentir mais segurança;

 

  • As dinâmicas e os resultados no atendimento individual ou em grupo em um Workshop não diferem. Os movimentos e informações são igualmente possíveis nas duas modalidades;

 

  • No atendimento em grupo, embora as pessoas não se conheçam, cria-se uma atmosfera de confiança. O ambiente é facilitado em total respeito aos clientes e seus temas. Não há debates sobre o que se apresenta, fala-se apenas o essencial sobre o tema (sem explicações) e todos estão ali direcionados a um trabalho positivo a todos os envolvidos;

 

  • Tanto no atendimento individual ou em grupo, o conhecimento que rege os dois é o mesmo. No atendimento individual, a constelação com bonecos e figuras já é um sistema estabelecido e de eficiência comprovada;

 

  • Tanto no atendimento individual em Constelação Familiar quanto em grupo não há a necessidade de várias sessões sobre o mesmo tema. Uma basta. Caso o cliente sinta a necessidade de acompanhamento posterior, é só agendar uma sessão.

BENEFÍCIOS?

  • Salto de consciência individual para uma consciência que permeia os sistemas que estamos inseridos (famílias, organizações, etc)

  • Libertar-se para uma vida com mais felicidade interior e sucesso;

  • Percepção da energia que atua sobre os membros do sistema e em seus comportamentos;

 

  • Percepção de dinâmicas ocultas e possíveis caminhos para solução.

Nós do instituto metafísico estamos muito felizes que você esteja aqui, se abrindo para ampliar a sua visão de mundo. Estamos lhe recebendo com muita alegria, por estar se proporcionando  a oportunidade de transformar a sua vida, e com isto, a vida das pessoas a sua volta.

“Quando você muda, o mundo muda a sua volta”